Para Ler, Ver e Ouvir.

quinta-feira, 21 de maio de 2020

A música e meus dias de quarentena

A música é um bálsamo que cura. Quando estou me sentindo abatido, deprimido ou lutando para ficar bem nesses dias de quarentena, a música me eleva. Vi recentemente um artigo (está em inglês, mas vale a pena dá uma lida com a ajuda do bom e velho tradutor) que apontava para as muitas maneiras pelas quais ouvir e participar de música pode fazer todo tipo de coisas maravilhosas pra gente; de melhorar o bem-estar mental, reduzir os níveis de dor e até elevar nosso QI.

Confesso que minha rotina não mudou tanto desde que os dias de pandemia começaram. Continuo trabalhando diariamente e estudante (estudo de forma EaD, então continuo na mesma), acredito que o que mudou mesmo foi as saídas, se antes eu costumava sair pouco de casa, agora é zero saídas (haha). Uma coisa é certa, esse vírus chegou para mudar nossas vidas para sempre. Sabemos que nada mais será como antes, especialmente aqueles que perderam seus entes queridos nessa guerra. O que nos leva como muitas pessoas estão sendo afetadas psicologicamente com toda essa situação. Mas não estendendo nesse assunto, vou levar para o lado da música. Ela que tem um grande poder sobre nós. Quando ouvimos música, especialmente aquelas que admiramos e curtimos, nosso cérebro libera dopamina, um neurotransmissor que faz muito bem à saúde. Além de trazer outros benefícios, como diminuir os níveis do hormônio do estresse, chamado Cortisol em nosso corpo, neutralizando os efeitos do estresse crônico. Confesso que um dos meus maiores problemas é o estresse. Sabe aquela coisa de querer controlar tudo e todos ao seu redor? Eu tinha (ou tenho?) isso. Tô tentando ser mais flexível e mais light, carregar menos o mundo nas costas e ligar f*da-se pra muita coisa. E preciso mesmo, pois sei que isso me fará bem e reduzir o meu estresse, até porque o mesmo causa 60% tipos de doenças em nosso organismo, segundo o artigo que eu li.

Ilustração


Continuando o assunto sobre o poder da música sobre nós, se você estiver com problemas para dormir, tente ouvir um pouco de Bach ou Mozart, ou quem sabe apenas aquele som mesmo que você gosta. Opte por sons meditativos e música clássica mesmo, pois isso pode elevar. Acho bom evitar músicas 'bads' (aí vai de cada um classificar o que anda ouvindo). Sabemos que tem muita gente por aí sofre com insônia, então essa é uma boa dica. Confesso que eu sofri muito em uma fase da minha adolescência, mas tudo isso devido a tanta ansiedade e sono desregulado. Para ficar mais antenado do que a música é capaz de fazer conosco, recomendo muito o artigo do link compartilha no começo do post. Enfim, acho que eu não conseguiria sobreviver sem ela. É minha dose diária de ânimo. Eu só espero que tudo isso passe logo como uma tempestade durante a madrugada, contando as horas e minutos que o dia amanhecerá e um raio de sol brilhe mostrando que tudo passou e a esperança está viva.

Enquanto isso, precisamos nos manter firmes e fortes. Use o que você tem em casa para se distrair e fazer mais coisas produtivas. Use toda essa tecnologia disponível para você de maneiras muito mais proveitosas e benéficas. Faça uma videochamada com amigos, família e todos que você sente falta.  Ahh, e é sempre bom reforçar, para mais informações sobre a situação atual do nosso país, acesse saude.gov.br/coronavirus. O melhor canal para você obter informação correta. Vamos ficar atentos, mas tranquilos. Pensar no coletivo só nos ajudará a sair dessa mais rápido. Cante, dance, faça o que você gosta, quando nos dermos conta, tudo passou. Até mais!
SHARE:

4 comentários

Blog Layout Designed by pipdig